O que trata a Neurologia?

A neurologia trata das doenças do sistema nervoso central e periférico. Seguem abaixo alguns exemplos: 

  • Dores de cabeça

    A dor de cabeça tem muitas causas. Assim ela pode ser devida à enxaqueca, ou à cefaleia do tipo tensional, mas também pode ser a manifestação de uma lesão no sistema nervoso, como um tumor, uma infecção, ou um aneurisma, ou sangramento.

  • Perda de memória, demência e transtornos cognitivos

     Que se manifestam com esquecimento, dificuldade de memória, concentração e planejamento. Pode se tratar de doença de Alzheimer, demência vascular, encefalite pelo vírus HIV, disfunção causada por alcoolismo, disfunção associada à doença de Parkinson, deficiência de vitamina (como B1 e B12), alteração da tireóide, etc., mas muitas vezes é um sintoma da depressão.

  • Epilepsia

    Que pode se manifestar com perda da consciência, abalos musculares, contrações na face, ou com alteração temporária de comportamento, com redução da responsividade ao ambiente.

  • Acidente vascular cerebral

    Que se manifesta como uma perda súbita de função (parar de falar, parar de enxergar, perder as forças, perder a coordenação, etc.)

  • Doença de Parkinson

    Uma doença muito associada ao tremor, mas que entretanto, pode acontecer na ausência dele, ou seja, com outros sintomas como rigidez muscular, corpo curvado para frente, fala fraca e pouco compreensível, dores no corpo, lentidão dos movimentos, perda de equilíbrio, etc.

  • Tremores

    Não são sinônimo de doença de Parkinson. Eles podem acontecer no tremor essencial, que é um transtorno benigno e familiar, ou resultar de alterações de tireoide, alterações do cerebelo, efeito colateral de medicação, dentre inúmeras outras possibilidades.

  • Movimentos involuntários

    Tiques motores, coreia, distonia, atetose, balismo, mioclonias, etc. As causas são variadas, incluindo o Transtorno de Tourette, a coreia de Huntington, a coreia de Sydenham, a distonia muscular progressiva, o blefaroespasmo, a distonia de Meige, etc. Podem ser consequência de AVC, tumor, uso de drogas (como a cocaína/crack), uso de medicamentos (como os neurolépticos), parte de uma doença genética, etc.

  • Alterações no equilíbrio, na coordenação e no andar

    Podem resultar de diferentes lesões no sistema nervoso, por exemplo, a polineuropatia (lesão nos nervos, causada mais comumente pelo diabetes e pelo alcoolismo), lesões no cerebelo (causadas por tumor, AVC, doenças genéticas, uso de álcool, doenças autoimunes, etc), doenças da medula espinhal, das raízes nervosas, das áreas motoras do cérebro, etc.

  • Insônia e transtornos do sono

    As causas de uma noite mal dormida incluem a depressão, a ansiedade, efeitos colaterais de medicação, apneia obstrutiva do sono, obesidade mórbida, alterações hormonais, doenças neurodegenerativas (como doença de Parkinson e doença de Alzheimer), etc.

  • Dores nas pernas e nos braços

    Podem resultar de problemas nos ossos, nas articulações, nos músculos, ou nos nervos. Também ocorrem em doenças do sistema nervoso central, como AVC, trauma, ou infecção que danificam permanentemente áreas do cérebro, ou da medula que processam informações de sensibilidade do corpo. Doenças  neurológicas frequentes, associadas à dor são a síndrome do túnel do carpo, as polineuropatias (lesão dos nervos por diabetes, alcoolismo, deficiência de vitaminas, doença renal, medicação, infecção, doenças autoimunes, etc) e as miopatias (lesão da fibra muscular por medicação, alteração metabólica, infecção, doença autoimune, etc).

  • Paralisia Cerebral

    Que é um dano motor causado por lesão do cérebro nos primeiros anos de vida. Geralmente resulta de complicações na gravidez, ou no parto. A criança pode apresentar atraso no desenvolvimento, fraqueza em um lado do corpo, movimentos involuntários, dificuldade para se alimentar, para falar, para andar, prejuízo no equilíbrio, etc. A paralisia cerebral pode se acompanhar de déficit intelectual e epilepsia, mas  muitas vezes a criança tem a cognição normal.

  • TDAH (transtorno do déficit de atenção e hiperatividade)

     É uma alteração no funcionamento do cérebro que faz com que a pessoa seja inquieta, agitada, impaciente, impulsiva e tenha dificuldades em se concentrar e se organizar. embora mais estudado em crianças, sabe-se hoje que o TDAH é bastante frequente em adultos também. As consequências podem ser mau desempenho na escola, no trabalho e conflitos nos relacionamentos.

  • ​Baixo desempenho na escola

    São muitas as razões que levam uma criança/adolescente a não se sair bem na escola. A investigação precisa ser detalhada e incluir informações dos pais, dos professores, terapeutas e observação da criança. O TDAH, como dito acima, pode levar a prejuízo no aprendizado. Em casos de dislexia, a criança tem muita dificuldade em ler e escrever. Já na discalculia, a dificuldade está nas operações aritméticas. Crianças deprimidas, ansiosas, vítimas de maus tratos, de abuso, ou de bullying também podem mostrar baixo desempenho, assim como aquelas que dormem mal, que não têm uma rotina estruturada, ou que não receberam o apoio pedagógico necessário. Nem sempre é falta de vontade, ou interesse. É preciso cuidado com explicações simplistas.

  • Esclerose múltipla

     É uma doença rara no Brasil e muito frequente na Europa. É causada por uma agressão ao cérebro realizada pelo sistema imune da própria pessoa, por isso é classificada como doença autoimune. Os sintomas variam muito, podendo ocorrer perda de visão, paralisia ou formigamento de um lado do corpo, perda de coordenação, de equilíbrio, etc.

  • Síndrome de Guillain-Barrè

    Doença rara, mas que foi foco da mídia por ter sido associada à infecção pelo vírus da zika. Trata-se de uma inflamação das raízes (são o início dos nervos que saem da medula espinhal) após alguma infecção, resultando em paralisia do corpo. A pessoa pode ficar totalmente incapaz de se movimentar, permanecendo acamada e sem conseguir comer, ou beber. Alguns se recuperam sem tratamento em algumas semanas, outros chegam a necessitar de unidade de terapia intensiva. Todo paciente com suspeita de Síndrome de Guillain-Barrè precisa ser internado e avaliado por um neurologista.

:

:

 

: 

67-996041996 | 67-996041922 | 67-30371441

Rua: Joaquim Alves Taveira, 2590 - Vila Planalto DOURADOS - MS